Blog

Amor Acima de Tudo

Amor acima de tudo como assim? De mim ou do outro? Da minha saúde mental ou do meu eu verdadeiro? 

Escrevo estas linhas para desmistificar aquilo que às vezes oiço por aí. De que as mulheres são mais importantes do que o homem ou de que não precisamos de um homem para ser felizes. Não precisamos (nem devemos) mas isso não significa que devamos ficar sozinhas e que os homens são o diabo do qual nos devemos afastar… 

Confusa? Fica por aqui que eu explico-te a minha visão da coisa (que pode ser cera ou errada, é simplesmente a maneira como eu vejo, aquilo em que acredito e que defendo. Não obrigo ninguém a pensar igual a mim no entanto).

Então porquê o Amor Acima de Tudo Cláudia? 

Ultimamente oiço muitas mulheres empoderadas que defendem o quanto as mulheres são importantes. Abraçar o nosso lado feminino e conhecermo-nos. E está tudo certo. 

Mesmo assim, acho importante falar desta questão do Amor Próprio de uma outra maneira. Trazer-lhe outra luz. Sei aquilo em que acredito e que é importante para mim. 

Sim, eu falo muito em te amares como és em vez de ficares à espera que o príncipe encantado venha e te diga o quão maravilhosa és. 

No entanto, 

Falo para mulheres porque me identifico, acho que os homens precisam tanto (ou mais) ajuda do que nós, nesta área. Isto porque muitas vezes não lhes foi permitidos sentirem ou expressarem os seus sentimentos. Aprenderam que têm de ser duros e fortes o tempo inteiro. E isso é tremendamente injusto. 

Não defendo que a mulher seja melhor ou mais importante que o homem. Defendo o equilíbrio. Como em tudo na vida, só funcionamos se estivermos equilibrado. 

Significa que acredito que a mulher não precise do homem? Acredito sim que, antes de procurar o amor fora deve encontrá-lo dentro de si. Não acredito que precise de outra pessoa (homem ou mulher) para se sentir completa, amada ou necessária. 

Ah, amor acima de tudo…

Sempre acreditei que o amor é a base e a solução para todos os problemas que existem no mundo. É nas relações com o outro que aprendemos, crescemos e evoluímos. Sobretudo nas amorosas. 

Então, quando falo em amares-te primeiro, não quero, de todo, dizer “foge dos homens, vais ser sempre mais feliz sozinha”. Não. 

O amor é preciso para que o mundo possa evoluir. O amor que sentes por ti é necessário para que possas amar outro alguém de uma forma verdadeira em vez da forma de carência

Se fores completa sozinha, vais amar o outro pelo que ele é e não pelo que precisas que ele seja. Não o vais amar porque ele te dá aquilo que te faz falta uma vez que, essa é a tua função. Não é o outro que tem de te curar. És tu. Ele só te vai espelhar o que já tiveres dentro portanto quanto mais te amares, mais ele te vai amar. 

Quanto mais amares em carência, mais ele te vai amar em carência. Desejando que sejas para ele algo que ele não consegue ser para si próprio. Desejando que cuides dele (emocionalmente). Desejando uma relação em apego possessivo ao invés de amor saudável. 

Não estou aqui para julgar ninguém, simplesmente estou aqui para te mostrar que há outro caminho. Que pode ser de outra maneira. 

Que podes ter relacionamentos diferentes dos que tiveste até agora. 

Portanto, sim, sim e sim! Acredito no amor acima de tudo!

E sim acredito no poder da energia feminina. Mas acredito também no amor romântico e que somos mais fortes quando temos ao nosso lado, um amor bonito e verdadeiro. Por isso tenho os fins-de-semana Comunica com Amor. Para que os relacionamentos entre homens e mulheres sejam mais saudáveis e harmoniosos. Funcionam para que tanto homens como mulheres, percebam que, apesar das suas diferenças, se complementam. Mas sobretudo que, se pararem de procurar no outro aquilo que já têm dentro de si, então aí, a relação vai sair transformada de uma forma muito mágica. 

Porque o Mundo vai sempre ser um lugar melhor enquanto existir amor. 

Um beijinho cheio de sol, 

Cláudia

Quizz gratuito

Como está o meu Amor Próprio?