Blog

Como ser feliz e completa sem ser mãe

Como ser feliz e completa sem ser mãe?

Na verdade, agora olho para trás e riu. Mas na altura só chorava. 

Tinha-me divorciado há 2 anos, feito 30 e o meu relógio biológico parecia um despertador, mas tipo buzina do quartel de bombeiros, sem sequer ter o botão de snooze. 

Anos mais tarde percebi o óbvio: “Ah, é uma cena hormonal e depois acalma.” Naquela altura…jesus senhores. 

Posso dizer-te que acreditei piamente que não seria feliz sem ser mãe e tenho muito presente uma conversa que tive com uma das minhas melhores amigas na altura (e pela qual serei sempre, tremendamente grata). A resposta que ela me deu à pergunta “e se eu nunca for mãe?” foi “não faz mal, porque entretanto vais aprender que podes ser feliz e completa sem ser mãe”. 

Como assim?! Como ser feliz e completa sem ser mãe?!

Na altura percebi e dei pulos de contente? Claro que não. Achei que ela era doida e que isso nunca iria acontecer. Eu tinha, ABSOLUTA E PROFUNDAMENTE de ser mãe. Não havia outra hipótese. A sorte é que não sou doida ou teria saído à procura de quem me “resolvesse o assunto” na hora. Mas felizmente comecei no meu caminho de Desenvolvimento Pessoal e não trouxe ao mundo um bebé para me fazer feliz. 

Correndo o risco de parecer tremendamente bruta mas não encontrando outra forma de o dizer: não compete a ninguém fazer-te feliz. Nem sequer ao teu filho (ou futuro filho). 

Quero ser mãe? Quero. Sou feliz não sendo mãe? Sou. Ficarei triste se nunca for mãe? Claro. Isso tornar-me-á infeliz? Não.

Como ser feliz e completa sem ser mãe?

A felicidade está dentro de ti. Não está fora. Não está em coisas nem em pessoas. 

 

Se te sentes incompleta, não procures a outra metade da laranja (seja ela um relacionamento amoroso ou um filho) porque não vais encontrar a metade que te falta no outro. 

A metade é tua, porque raio estaria no outro (mas isto é uma conversa para uma outra altura).

Queres muito ser mãe? Então pergunta-te o que te falta e como podes TU preencher esse vazio. Não tragas ao mundo uma criança para suprir essa falta. Não é justo para ele. Pode parecer uma visão fofinha e romântica mas acredita, não é. 

Até porque eventualmente o teu filho vai crescer, fazer escolhas, levantar voo e aí o vazio vai voltar. 

A escolha é tua…preferes lidar com este vazio agora, antes de trazeres ao mundo uma criança que vais sufocar com o teu amor, ou depois, quando já tiveres um filho que nem autonomia tem? Um adulto que procurará uma mulher sem autoestima e faça tudo por ele, porque essa é a realidade que ele conhece? 

Talvez esteja na altura de pensares que, se ainda não aconteceu, é porque precisas resolver algo no teu interior primeiro. 

Imagina que estás no futuro e que pedes ao teu filho que te escreva uma carta de amor. Que te diz ele? Que mãe gostaria ele que tu fosses?

Agora pergunta-te: O que preciso ser para me tornar a pessoa que ele merece? De seguida: Arregaça as calças (tipo à pescador, sabes?) e põe-te ao caminho. 

Como ser feliz e completa sem ser mãe?

A resposta será sempre: Cuidando de ti. Amando-te. Respeitando-te. 

Se precisares de uma mão amiga que te faça companhia neste caminho bonito, conta comigo.

Um beijinho cheio de sol, 

Cláudia

Quizz gratuito

Como está o meu Amor Próprio?